Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Visita à Casa Ronald McDonald de Lisboa

"São casas longe de casa. São um porto de abrigo" que acolhem e apoiam gratuitamente familiares de crianças que se deslocam das suas residências para receber tratamento hospitalar.

 

Em linhas muito gerais, e já explico mais pormenores, é este o propósito que serve os três programas da Fundação Infantil Ronald McDonald no nosso país. Sendo eles, esta Casa em Lisboa que hoje vos apresento, uma Casa no Porto e o Espaço Familiar recentemente inaugurado no Hospital de Santa Maria. O objetivo comum é aproximar as famílias às suas crianças e, desta forma, contribuir para o seu bem-estar. 

  

Vamos começar, obviamente, pelo principio, portanto pela porta de entrada ... onde fui recebida por Ana Patacho, gestora da Casa Ronald McDonald de Lisboa. Acompanhem a minha visita guiada: 

IMG_2959.jpg

Situada no Largo do Conde de Pombeiro, a apenas cinco minutos a pé do Hospital D. Estefânia, a Casa Ronald de Lisboa acomoda e apoia familiares de crianças hospitalizadas ou em tratamento ambulatório no Centro Hospitalar de Lisboa Central (inclui Hospital D. Estefânia, Capuchos, Santa Marta e Maternidade Alfredo da Costa). É um alojamento temporário em que só existe data de entrada. E por falar em entrada ... 

 

IMG_2928.jpg

IMG_2926.jpg

Está então a árvore dos mecenas. São eles que permitem com que as famílias possam usufruir desta casa gratuitamente, sendo o principal a McDonald's Portugal e os seus franquiados. Contudo, e como explicou Ana Patacho, esta árvore não tinha este aspeto. Ela cresceu. O projeto solidificou. Os ramos cresceram e encheram-se de folhas, de mecenas. E é assim, nessa conjugação com parceiros, amigos e sociedade civil que a Casa tem capacidade de resposta para alojar 10 famílias em simultâneo. 

 

Logo a seguir a esta árvore está um escritório onde é feita a parte administrativa. Tudo o resto é uma casa, com salas de estar e de refeições, cozinhas, quartos, casas de banho e lavandaria. Tudo está devidamente organizado, limpo, arejado, aconchegante. Aqui as famílias sentem-se em casa. Falam das suas histórias, das circunstâncias que ali as levaram. Servem de apoio umas às outras. Aqui há conforto, convívio e privacidade. Há segurança dentro e fora da casa. Há vizinhos que perguntam pelas crianças. Há sempre alguém que auxilia, que ajuda a resolver, que faz companhia, que ouve desabafos. Esta Casa funciona assim como um refúgio do hospital, 24 horas por dia, 365 dias por ano, dando resposta à classe médica que defende o acompanhamento dos pais ou familiares próximos na recuperação de doenças graves e prolongadas das crianças. 

IMG_2933.jpgEscritório (parte administrativa). 

IMG_2935.jpgSala de estar e de tv. Aqui as famílias convivem e podem receber visitas. É comum acontecer principalmente aos fins-de-semana. 

IMG_2936.jpg

IMG_2937.jpgZonas de leitura e de brinquedos. 

IMG_2939.jpgAs cozinhas onde as famílias preparam as refeições. Tudo está devidamente identificado com os símbolos da Casa: lagartas, joaninhas, abelhas e maças.

Lembram-se da árvore da entrada? Pois bem, ela é habitada com vida, daí estes símbolos que servem para as famílias identificarem os seus pertences. Pormenores diferenciadores! 

IMG_2938.jpgZonas de frigoríficos e dispensas. 

IMG_2942.jpgSala de refeições. 

IMG_2955.jpgLavandaria e áreas técnicas. 

IMG_2944.jpgOs dez quartos estavam todos ocupados no dia da minha visita, de maneira que fotografias do interior dos quartos é possível ver no site da Casa.

Ao fundo, a identificação de um dos quartos com o respetivo apoio da Coca Cola.  

IMG_2947.jpgNo corredor de acesso aos quartos uma fotografia da Casa Ronald McDonald do Porto que também acolhe famílias de crianças em tratamento no Centro Hospitalar de São João e no IPO-Porto. Esta Casa dispõe de 12 quartos e situa-se nos terrenos do hospital de São João. Tem as mesmas valências da Casa de Lisboa. 

IMG_2949.jpgNo último piso, mais uma sala de convívio, ampla e cheia de luz, onde é possível conviver, ver tv e jogar playstation. 

IMG_2951.jpg

IMG_2953.jpgEspaço exterior com vista para a cidade.  

 

Há duas condições que as famílias têm de cumprir para serem encaminhadas para estas casas: viver fora da cidade de Lisboa e estar legalizadas em Portugal. Os serviços sociais dos hospitais sugerem às famílias o alojamento neste espaço, comunicam a situação e aqui são acolhidas para que possam prestar um apoio mais imediato às crianças (até aos 18 anos) em internamento ou ambulatório.

 

A sustentabilidade deste projeto é então suportada pelos mecenas mas também há formas da sociedade civil poder apoiar:

- fazendo donativos nas caixas mealheiro dos restaurantes McDonald's. 

- fazendo donativos por transferência bancária.

- fazendo uma declaração de IRS Solidária. 

- oferecendo produtos.

- sendo voluntário e aqui o limite é a imaginação!

- comprando artigos da coleção solidária.

 

Mais informações AQUI. 😁

IMG_2962.jpg 

Resta-me agradecer à Ana Patacho por me permitir conhecer e divulgar estes propósitos tão nobres em que assentam as Casas Ronald McDonald ❤️. 

Desejo a continuação de um excelente trabalho. 

Parabéns a todos os envolvidos nestes projetos da Fundação Infantil Ronald McDonald. ❤️

 

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Cátia 28.02.2018

    Pois é, também me lembrei de ti
    Obrigada
    Beijinhos
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    A Blogger:

    Cátia Santos catiafsantos@hotmail.com

    Segue-me:

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D