Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Prevenir e Controlar a Hipertensão Arterial (HTA)

Sugestão Saudável (102) da nutricionista Liliana Janicas

 

A hipertensão arterial (HTA) é um importante problema de saúde pública sendo um dos principais fatores de risco para a doença cardiovascular, uma das principais causas de mortalidade a nível mundial. Em Portugal, a hipertensão tem um impacto significativo na saúde e qualidade de vida dos cidadãos, afetando cerca de 36% da população adulta.

 

As recomendações para uma alimentação adequada ao paciente que tem HTA, deve não só considerar a restrição da ingestão de sódio, mas também garantir uma ingestão adequada de potássio. A Organização Mundial de Saúde recomenda a diminuição da ingestão de sal (inferior a 5g por dia - correspondente a 2g de sódio) e o aumento da ingestão de potássio (pelo menos 3500mg por dia) para a redução da pressão arterial e do risco cardiovascular em adultos, salvo algumas exceções como os pacientes com doença renal crónica. 

Dieta-Eficaz-Para-Un-Paciente-Hipertenso.jpg

(Créditos: http://diabetesaxarquia.es/dieta-para-bajar-la-tension-alta-hipertension/)

 

 

De acordo com dados do estudo Global Burden of Diseases, a ingestão excessiva de sal surge como o comportamento alimentar inadequado que mais contribui para a HTA. Felizmente, nos últimos anos, aumentou a consciência pública sobre os riscos do consumo excessivo de sal como um fator importante para o aumento da pressão arterial. Contudo, a maioria da população ainda apresenta consumos de sódio superiores ao recomendado, devido a ingerir alimentos e práticas alimentares que são ricas neste mineral. Desde sopas excessivamente salgadas servidas na restauração e em casa, consumo de charcutaria e até a aperitivos frequentemente salgados em excesso.

 

Além desta situação, existe também um desconhecimento significativo sobre determinadas práticas alimentares protetoras da nossa saúde cardiovascular. Uma prática alimentar pouco conhecida é o consumo em doses adequadas de potássio. O potássio é um mineral essencial na alimentação humana e presente em diversos alimentos. O efeito do potássio na redução da pressão arterial em doentes hipertensos através do aumento da sua ingestão alimentar está hoje comprovado e pode ser de grande utilidade em particular em pessoas com consumos elevados de sal, algo muito frequente entre nós!

As mais recentes recomendações de atuação clínica propõem como tratamento inicial da pré-hipertensão apenas as alterações do estilo de vida, que na HTA serão complementares à intervenção farmacológica. A alimentação é reconhecida como uma das principais causas de hipertensão

 

Recomendações para o controlo da HTA:

  1. Aumento da atividade física;
  2. Emagrecer se apresenta excesso de peso; 
  3. Diminuição do consumo de bebidas alcoólicas e cessação tabágica; 
  4. Alimentação saudável, com  uma  redução da ingestão de sódio, essencialmente na forma de cloreto de sódio, e um aumento do consumo de potássio;
  5. Intervenção farmacológica, sempre que necessário.

hipertensao-o-que-e-prevencao-controle-e-dieta-4.j

(Créditos: http://www.coopera1.com.br/papo-de-nutri-alimentacao-e-hipertensao)

 

Alimentos a privilegiar e a evitar:

Posso afirmar que a promoção de uma alimentação saudável é uma das primeiras abordagens para a prevenção e tratamento da HTA e redução do risco cardiovascular. Há que ter em consideração vários nutrientes, mas principalmente destaco um consumo de potássio adequado, este mineral está presente em diversos alimentos, tais como: as leguminosas, hortícolas, fruta, cereais integrais e tubérculos e frutos oleaginosos. Porém a quantidade de potássio nos alimentos é condicionada pelo processamento, métodos de preparação e confeção dos alimentos, pelo que deve dar preferência a métodos de confeção que conservem a água de cozedura, como por exemplo a sopa de legumes e os estufados, diminuir o tempo de cozedura dos alimentos, diminuir a quantidade de água de cozedura e a quantidade de sal adicionado, bem como cozinhar os alimentos em porções maiores, podem ser também estratégias que ajudam a minimizar as perdas de potássio.

 

Deve também reduzir o consumo de sal e evitar alimentos com teores elevados de sódio, tais como charcutaria, aperitivos, batatas fritas e snacks, alimentos enlatados e processados, queijos com elevado teor de gordura e sal.

 

Beba 1,5 a 2L de água por dia.

 

Pratique uma alimentação mediterrânica, aproveitando todas as suas vantagens, nomeadamente a utilização de produtos locais e sazonais, a utilização de ervas aromáticas em detrimento do sal, os típicos métodos de confeção dos alimentos como os estufados que preservam os nutrientes presentes nos alimentos, o consumo regular de frutos oleaginosos e de leguminosas e a presença de produtos hortícolas e fruta em quantidades adequadas. 

 

 

Cumprimentos saudáveis,

15175450_10211532755061413_1171191621_n.jpg 

Liliana Janicas

Ordem dos Nutricionistas Nº320

 

 

A Blogger:

Cátia Santos catiafsantos@hotmail.com

Segue-me:

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D