Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

O tormento das viagens de carro com crianças

E podia ficar-me pelo título. Curto, objetivo e, creio que, suficientemente esclarecedor. Acontece que esta chuva eleva o meu lado mais negro e depressivo, de maneira que me lembrei de escrever mais sobre o grande inferno que são as viagens de carro com os meus filhos. 

 

Ora bem, eles estão crescidos, quase "aborrescentes" (li algures esta palavra e adoptei-a!), logo, não bolsam, nem se engasgam, nem perdem a chucha ou arrancam o tapa sol do vidro. Portanto, e dada a independência que a idade lhes permite, a minha presença no banco de trás é totalmente dispensável (há alguns anos) mas, admito que muitas vezes sinto vontade de lá voltar só mesmo para lhes pregar calduços a cada vez que perguntassem se falta muito para chegarmos ao destino😂, quando ainda nem sequer saímos do nosso concelho! Apetece responder "sim, minha gente, falta imenso, tipo três horas, aguentam? são capazes de se entreter? é que se continuarem a perguntar de dois em dois minutos quem não aguenta sou eu! Entendido?" Eishhhhhhh criançada impaciente. Se não soubesse do historial de cada um deles, atrever-me-ia a dizer que nasceram os dois de sete meses!!! Credo!

 

 

Para além da pressa em chegar a todo o lado, que torna tudo mais difícil para os adultos, as nossas viagens de carro podem ser muito "baralhativas" (palavra utilizada pelo mais novo quando sente dificuldade em processar a informação que lhe dou). Dou por mim, frequentemente, a duvidar do caminho que estou a seguir, a recalcular a rota e a pensar "afinal de contas, onde é que eu ía mesmo?", a querer insultar quem me faz andar devagar, porque os pequenos índios têm mais que fazer. Há todo um alvoroço no carro, uma distração com todo o tipo de assuntos "mãe, que horas são? mãe, muda para a rádio, outra vez, só mais uma vez! mãe, passa-me a água. mãe, quanto é 178x178? mãe, quantos quilómetros faltam para chegarmos? mãe, mãe, mãe, mãe..." E quanto maior a viagem, mais "baralhativa" ela se pode tornar! Acreditem 😩

 

E é isto, um tormento, um inferno, uma pequena agonia! Quaisquer 5kms podem parecer 500kms caso eles tenham as pilhas devidamente carregadas!! E não me digam que as vossas viagens de carro são feitas na paz do Senhor, que conversam como gente grande uns com os outros como se estivessem comodamente refastelados no sofá das vossas casas! Não me digam, é que há coisas que passo bem sem saber! 

 

 

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

4 comentários

Comentar post

A Blogger

Sigam-me

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D