Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Entrevista a Daúto Faquirá

Arranca hoje o Campeonato Mundial de Futebol na Rússia. Portugal estreia-se amanhã frente à seleção espanhola que, apesar das mais recentes alterações no comando técnico, não irá facilitar-nos a vida. Portugal tem "armas e está motivado" disse Daúto Faquirá, numa agradável conversa sobre o que podemos esperar da equipa portuguesa nesta competição.  

IMG_3049.jpgDaúto Faquirá, comentador desportivo. 

 

 

Sendo que não somos favoritos, o que podemos esperar da nossa seleção neste mundial? Quais são as suas expectativas? 

As expectativas são boas. Como disse o selecionador nacional "somos candidatos mas não favoritos". Julgo que temos boas perspetivas. Agora acho importante este primeiro jogo contra a Espanha pois, sendo uma das candidatas ao título, é, a meu ver, a equipa nesta fase de grupos que mais problemas nos pode criar. Mas nós temos as nossas armas para não perder esse jogo. A partir deste primeiro jogo é possível criarmos uma espécie de dinâmica de sucesso, essencial para recebermos a seleção de Marrocos e do Irão. 

 

A Espanha, a tão temida Espanha. Que equipa vamos encontrar amanhã?

Uma equipa forte, com excelentes jogadores. Uma Espanha robusta e determinada a ganhar. Contudo, isto não retira capacidade a Portugal. Nós também estamos motivados. Aliás, os últimos jogos que fizemos com Espanha foram equilibrados e renhidos.

 

O que podemos esperar das seleções de Marrocos e do Irão? 

Depois de uma Espanha, temos estas duas equipas, teoricamente, mais fáceis. Mas, é importante ver que o trajeto destas equipas na fase de apuramento foi imaculado. Vão, sem dúvida, impor-nos dificuldades mas julgo que temos equipa superior. Já tivemos alguns deslizes com Marrocos. É uma equipa que defende bem, por isso, nada está garantido. Quanto ao Irão, temos um Carlos Queiroz que, certamente, irá fazer um bom trabalho!

 

Qual a diferença entre a seleção campeã do Europeu de 2016 e esta que se apresenta na Rússia?

Na minha opinião, em 2016 tínhamos um corredor central da defesa mais envelhecido. Destaco a dimensão física que tínhamos no meio campo em 2016 com o Renato Sanches, o Danilo e o André Gomes. Hoje, não sei o que pode mostrar-nos o Manuel Fernandes. Não sei se estamos mais fortes nesta posição. Vamos ver o seu desempenho. No meio campo para a frente, temos uma equipa talvez com mais criatividade, mais imprevisível. Temos um Gélson, um Bruno Fernandes, um Bernardo Silva e um Gonçalo Guedes que trazem muita irreverência à equipa. Eles são bons, acrescentam qualidade.

 

O que acha desta nova geração de jogadores que invadiu a seleção portuguesa? Estamos a falar de Rúben Dias, Gélson Martins, Bernardo Silva, André Silva. Poderá haver um novo herói? 

Sim (risos)! Eu acho que este sangue novo é muito positivo. É bom dispormos deste misto de juventude com jogadores mais experientes. Tenho gostado do que tenho visto do Gonçalo Guedes, fez uma boa época no Valência, apareceu em boa forma e poderá ser uma surpresa, assim como por exemplo Gélson Martins. 

 

O selecionador Fernando Santos é um sonhador? Ainda vamos ouvi-lo dizer que a seleção portuguesa regressa a 16 de julho?

(risos) Eu conheço o Fernando há muitos anos. Ele tem aquele ar sisudo mas é, de facto, um bom homem, um excelente condutor de homens. Ele consegue cativar os jogadores porque é uma pessoa muito justa. E este traço de personalidade tem sido, efetivamente, uma mais-valia na relação com os jogadores. Para além disso é um homem de uma honestidade intelectual ímpar. 

 

Concorda com o que dizem sobre o futebol de Fernando Santos ser pouco atrativo? 

Isto não dá para agradar a todos! Mas, vamos ver uma coisa. Se olharmos para o que portugal jogava antes de Fernando Santos o que é que víamos? um jogo esteticamente mais interessante, dizem alguns, mas e depois ... depois não ganhávamos! Muitas pessoas podem criticar este estilo de jogo mas é o que se vê resultados práticos, e isso é que verdadeiramente interessa. Por outro lado, também importa aqui referir que jogadores, de um passado não muito longínquo, traziam essa beleza aos jogos. Tínhamos um Figo, um Deco. Portanto, a capacidade dos executantes também conta para esse futebol mais bonito. 

  

Acha que a prestação dos jogadores portugueses (os 4 do sporting) pode ser negativamente influenciada pelos problemas pessoais ou até mesmo Ronaldo devido ao seu futuro profissional?

Eu acredito que, por muito apoio que tenham, é quase impossível que a instabilidade destes jogadores do sporting não se reflita na seleção. Os jogadores são seres humanos! Agora, também estou convicto de que, por exemplo, os jogadores com mais experiência (João Moutinho, Cristiano Ronaldo, Pepe, Bruno Alves) possam contribuir para trazer estabilidade para o seio da equipa. Agora, dizer que os problemas das rescisões dos contratos com o clube não tem qualquer influência parece-me quase impossível. Quanto ao Ronaldo, a história é outra, se ele vier a sair do Real Madrid é por outras questões que não as dos jogadores do sporting. Mas, julgo que eles estão a apoiar-se uns aos outros para não dispersarem. 

 

Possíveis vencedores deste Campeonato de Futebol?

Na pole position o Brasil. Tenho gostado imenso do que vejo, conjugam lindamente o lado objetivo com o estético, têm jogadores fantásticos. Depois, colocaria a Argentina, a Alemanha, a França e a Espanha. 

  

O que tem a dizer sobre o clima grosseiro que se vive no futebol português neste momento?

Que em nada dignifica o nosso futebol. É triste perceber a forma como também os de fora podem olhar para o nosso futebol. Nós temos treinadores portugueses com sucesso lá fora, o melhor jogador de futebol do mundo é português, fomos campeões europeus de futebol, de futsal, temos tantos atletas consagrados em diferentes modalidades e depois há todo este ambiente de crispação, este caos, que, de verta forma, nos envergonha! 

 

Parece que a justiça está a dar sinais de querer, finalmente, entrar no "mundo do futebol"?

Sim, parece que sim, que a justiça pretende atuar e mostrar que tem capacidade para se sobrepor a tudo isto. Eu espero mesmo que a justiça vá até ao fim, que limpe e clarifique todos estes processos relativos ao futebol. Se assim for, ajudará o futebol a tornar-se, e como nunca deveria ter deixado de ser, um desporto bonito, saudável que apaixona os adeptos! É importante que se deixe de olhar para o mundo do futebol como um campo minado de maus princípios e de conflitos. É possível os bons valores fazerem parte do desporto de alta competição. 

 

 

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@arapariganaaldeia) 

 

2 comentários

Comentar post

A Blogger:

Cátia Santos catiafsantos@hotmail.com

Segue-me:

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D