Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Desvalorizar a gripe é um erro

Tendemos a considerar a gripe uma doença menor. Estamos errados. Quem o diz é a farmacêutica Rita Dias numa conversa esclarecedora sobre gripe e os mecanismos de prevenção que temos ao nosso alcance. Porque faz sentido alertar para esta doença numa altura em que muitos portugueses recorrem às farmácias para tomar a vacina da gripe.

45441973_317124602406035_7448822203052720128_n 2.j

Rita Dias na farmácia da família em São Marcos, Cacém. 

   

O que é a gripe?

A gripe é uma doença respiratória aguda, contagiosa, causada por um virus (influenza) que se manifesta num curto espaço de tempo. 

 

Qual a diferença entre gripe e constipação?

Eu diria que a febre alta é aqui o sintoma que distingue gripe de constipação. A constipação não dá febre alta, é basicamente uma infeção das vias respiratórias superiores ou seja, não desce aos pulmões. Caracteriza-se por espirros, nariz entupido e congestionado, olhos pesados e brilhantes, garganta inflamada. Os sintomas da constipação surgem de forma gradual. Ao passo que a gripe dá febre alta e prolongada, fortes dores de cabeça. Os sintomas da gripe surgem de forma súbita, todos juntos e ao mesmo tempo. 

 

Como se manifesta a gripe?  

 

A gripe manifesta-se entre 1 a 5 dias após a infeção. Normalmente, quando entramos em contacto com o vírus, o nosso organismo desencadeia de imediato uma reação de defesa. Daqui pode resultar a eliminação natural do vírus que pode durar até uma semana, ou, se necessário, há que recorrer a medicamentos para aliviar os sintomas da gripe: febre muito alta, dores de cabeça, prostração, dores musculares e articulares, tosse, garganta inflamada. Portanto, há um mal estar generalizado.

 

Como se trata a gripe?

O vírus da gripe não se consegue matar. O importante é sempre tratar os sintomas. Para a febre recomendamos aintipiréticos. Analgésicos para aliviar as dores musculares. Xarope para tosse. Pastilhas, por exemplo, para atenuar as dores de garganta. Tudo isto nunca deve ser tomado mais de 3 dias. Ao fim deste tempo o melhor é aconselhamento médico. 

45290556_493209561182475_9071482704570089472_n 2.j

 

Quais os mecanismos de prevenção? 

A Direção Geral de Saúde recomenda "faça chuva ou faça sol, vacine-se", portanto a prevenção pode ser feita através da vacinação. Aconselho a que a vacina seja tomada o quanto antes pois convém que o organismo desencadeie o processo de anti-corpos contra o vírus. Nesta altura do ano é comum a vacinação pois o pico da gripe está previsto entre os meses de Dezembro e Fevereiro. 

Por outro lado, e para quem não toma vacina, deve também ter cuidados por forma a proteger-se, como por exemplo: evitar diferenças de temperatura, evitar ambientes fechados e mal ventilados, lavar sempre bem as mãos, tomar suplementos ricos em vitamina C, equinácea (planta que reforça o sistema imunitário e aumenta a produção de glóbulos brancos) e propolis. Recomenda-se um estilo de vida saudável e uma alimentação rica em vitaminas. Está tudo interligado. 

 

Quem deve tomar a vacina?

Pessoas com doenças crónicas, grávidas, doentes com mais de 65 anos, profissionais de saúde, profissionais de educação, por exemplo , educadoras de infância. Contudo, cada caso é um caso e os utentes devem consultar os seus médicos a fim de obterem a prescrição médica da vacina. 

 

O que achas do alargamento de serviços nas farmácias, nomeadamente a administração de vacinas? 

Acho que faz todo o sentido as vacinas serem administradas nas farmácias. Primeiro porque há cada vez mais uma relação de proximidade entre as pessoas e a "sua" farmácia. Nós farmacêuticos somos muitas vezes a primeira porta onde as pessoas batem. E depois porque nos centros de saúde, e agora refiro-me à vacina, as pessoas estão mais sujeitas a contágios. Este serviço de vacinação nas farmácias é, a meu ver, muito benéfico para os utentes. 

 

É possível estar vacinado e ainda assim ter gripe?

Sim, é possível. O vírus da gripe sofre alterações no seu código genético, há várias estirpes e por isso as vacinas são em função da estirpe que apresentou mais perigo no ano anterior. A pessoa pode estar vacinada e ser contagiada por uma estirpe que não estava presente na vacina. É importante aqui perceber que as vacinas também servem para desencadearmos as nossas defesas, os nossos anti-corpos, para quando existir contacto com o vírus, o nosso organismo reagir. 

  

O que fazer em caso de gripe?

Aconselho a ficar em casa, resguardar-se, fazer a terapêutica para aliviar sintomas e comer alimentos ricos em vitaminas, vegetais, kiwi laranja, bagas de goji, 

 

Desvalorizar a doença da gripe é um erro? 

Sim, é um erro. Porque a doença da gripe pode desencadear outro tipo de complicações mais graves como por exemplo pneumonia. Portanto é preciso ter imenso cuidado e não desvalorizar nunca uma gripe.

    

 

   Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@arapariganaaldeia) 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.