Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Bilhetes e Erros Ortográficos

Ao longo do segundo período escolar, o meu filho mais novo, no lugar de estar atento na sala de aula, especializou-se em escrever bilhetinhos a uma menina. Segundo a professora, todas as razões serviam para o rapaz levantar-se da cadeira e deixar recados na mesa da menina. Dado o fluxo de correspondência, a professora apercebeu-se da situação e apreendeu os tais bilhetes. E para quê? perguntam vocês ... para dar à mãe do rapaz na reunião de pais. Que por acaso sou eu. Que por acaso não sabia onde me enfiar, a mim e ao monte de papéis, cujas conversas não tinha a certeza se as queria ou devia ler!

 

Com medo, muito medo, li os bilhetinhos e cheguei a algumas conclusões:

- o rapaz pode muito bem ser um pinga-amor em formação!

- talvez seja tímido e não tem coragem de falar com a menina no recreio. Daí optar por escrever! 

- o forte dele não é, de todo, escrever em bom português!

- a menina até podia simpatizar com ele mas como é uma excelente aluna de certeza que ficou escandalizada com a proporção dos erros ortográficos. (uma média de um por palavra!)

 

Falei com ele: "Francisco, até quando achas que as meninas inteligentes aguentam ler "almosso" e "fisestes"? 😩 Pensa nisso filho, pensa nisso!"

 

  

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)