Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Alguém disse #18

" ... um grupo de jovens chineses ... durante a viagem entre Mykonos e a ilha nunca olharam o céu ou o mar. Estavam afocinhados nos telemóveis ... desembarcámos, olharam em volta com enorme indiferença e continuaram afocinhados nos telemóveis ... Sabe-se que existem na China centros de desintoxicação digital. Os jovens viciados em ecrãs de computador e videojogos ... com prejuízo da vida e da saúde, são coagidos a frequentar campos de concentração onde são sujeitos a privação. O sofrimento da privação é, consta, pior do que o da toxicodependência e as tentativas de suicídio são normais ... esta gente desistiu de viver fora do mundo real e apenas se relaciona de modo virtual ... limitam-se às relações desumanizadas pela tecnologia. 

playground-2562688_960_720.jpg

 Se pensam que estamos a salvo disto no nosso belo mundo europeu, esqueçam. Basta olhar em volta e ver como as pessoas estão umas com as outras nos cafés e restaurantes ... que o algoritmo da Google está a destruir a memória humana e a tornar-nos estúpidos não tenho dúvidas ... Stupid people com smartphones ... um dia ficaremos a conhecer os danos da luz azul e da tecnologia digital para os nossos cérebros ... um dia viremos a concluir que a intoxicação tecnológica está a dar cabo da nossa fisiologia e da nossa humanidade ... e teremos centros de rehab tecnológica" . 

 

 Clara Ferreira Alves, Revista E. 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Alguém disse #17

"numa relação mais ou menos monogâmica (...) duas pessoas estão comprometidas mas podem ter sexo com outras. Para os que estão convencidos de que é apenas a arte de infidelidade a sair-se bem, parece que não é bem assim. Nem tem a ver obrigatoriamente com swings e bagunças e bora para casa que está na hora. Tem sim a ver com aceitação de que há uma separação entre o ser emocional e o ser sexual. E que as necessidades desses entes são diferentes. (...) há um bichinho que estraga tudo. O ciúme. (...)"

 

Luis Pedro Nunes, revista E. 

 

Aqui na minha terra, as pessoas que não acompanham a evolução dos tempos costumam ser apelidadas de atrasadas e curtas (da cabeça). Pois bem, sobre este assunto assumo ser uma rapariga pouco moderna, de mente fechada e a não aceitar/entender o conceito "mais ou menos monogâmica". Cá para mim, ou é ou não é. Não existe esse "mais ou menos", não existe esse "ser emocional" separado do "ser sexual"! Estou em crer que estes pensamentos são inventados ou melhor, são estudados, por gente que gosta de dar facadinhas no casamento e precisa de uma desculpa, ou neste caso, do consentimento do parceiro, para o fazer! Deste modo, de consciência tranquila, a pessoa prova outros pratos em diferentes restaurantes sabendo à partida que continua de bem com a vida o prato do dia lá de casa! Epá, tenham lá paciência mas sou demasiado ciumenta para estas brincadeiras! Não aprecio emprestar "as minhas coisas" para divertimento alheio! 😁

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

Alguém disse #16

"Com as primeiras chuvas, surgem os acidentes de viação e aumenta a oferta de corações saudáveis"

 

Professor Manuel Carrageta, presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia, a propósito do transplante de coração do cantor Salvador Sobral. 

 

 

   Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Alguém disse #15

"Cá estamos uma década depois no Iphone X, descrito como uma máquina de emojis - os adultos, quase todos os adultos já se expressam por bonecos infantis que substituem emoções. E, pelo que vi, vamos mesmo todos falar uns com os outros com focinhos de cães e orelhinhas a abanar. Não é preciso meditar muito sobre isto para se concluir que é, no mínimo, desconcertante" 

 

Luís Pedro Nunes, revista E.

 

Agora que penso no assunto e a avaliar pelas fotografias que por aqui tenho, o homem está coberto de razão, isto é desconcertante à brava! 😂

Collage_Fotor1.jpg Eu, eles e o Cavaco em modo cutchi cutchi 😂😂

Image-1-7.jpg

Vinte pontos para a monocelha do Snap! 😂😂 

 

E por aí? Também fazem estas figuras? Preferem as mais horrorosas ou as fofinhas? 

 

 

     Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

Alguém disse #14

"Levanto-me cedo todas as manhãs, sento-me todo nu à secretária em frente à minha folha branca (...) sou um pouco autista (...)  o nível de criatividade que tenho é, claramente, uma doença mental (...) não tenho telefone, nem computador (...) não tenho qualquer relação com a sociedade (...) sei a ordem dos meses se começar por janeiro e se não me interromperem, mas não tenho a certeza. Conheço o alfabeto se começar pelo A e se não me interromperem. Não sei nada. Não conheço nada do mundo real."

 

Entrevista ao designer Philippe Starck na revista E. 

 

Uma pessoa está toda uma vida a sonhar com mobiliário desenhado por este senhor, idealiza como se poderia encaixar no orçamento familiar um modesto candeeiro P. Starck e, vai-se a saber, desenha-os nu, ali em Cascais! 

Sorry, perdi o interesse! 😢

Vou voltar ao catálogo de outono do IKEA! 😢

 

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

Alguém disse #13

"Era um grande mulherengo, pinei metade de Lisboa. O sexo era um escape na minha vida (...) Faz-me feliz cozinhar, sorrir, ter pessoas interessantes à minha volta, ouvir música, comer, praticar boxe, fazer sexo ..." 

 

G'anda Ljubomir. Assim é que é! A dar cartas em várias frentes! 

😂😂😂

 

(Entrevista a Ljubomir Stanisic na revista E)

 

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

 

Alguém disse #12

"Casar passou a ser uma opção e não uma obrigação social. Se antes o amor era algo que se ia cozinhando em banho-maria, com alguém que vivia perto e era "suficientemente bom", agora quer-se que ferva desde o início. Procura-se alguém "perfeito", que supra todas as necessidades, o que pode tornar-se um stresse tremendo, mesmo numa época em que temos mais ferramentas do que nunca para o conseguir."

 

 

Na revista E, reportagem "Love me, Tinder", a propósito das aplicações móveis de encontros e a forma como estas estão a revolucionar os relacionamentos. 

 

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1)  

Alguém disse #11

"Agora toda a tasca ou taberna e até os tuk-tuks têm wi-fi. Em Moscovo, não. Nada. Na zona onde há dinheiro e as mulheres passam com um ar entediado a conduzir Porsches Panameras ou jipes Mercedes AMG não há a porcaria de um café, esplanada ou bistrô que ceda wi-fi aos clientes. Ou melhor, há, mas apenas para telemóveis russos."

 

Luís Pedro Nunes, revista do Expresso

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

Alguém disse #10

"Sobra a proteção civil, a gestão de uma inevitabilidade que são os incêndios. É fácil encontrar culpados, não vou por aí, mas é preciso fazer perguntas, daquelas que incomodam: como é que no tempo do Street View, das tecnologias, da informação recolhida, acumulada e tratada, há portugueses a morrerem em estradas que são apanhadas pelos incêndios!? Por mais que me expliquem, não consigo compreender. Como é que não se antecipam os ventos, e as suas mudanças, como é, que no século XXI, ainda aceitamos explicações na base dos fatalismos?

Sabemos outra coisa, com dor e morte, os incêndios em Portugal não se combatem com água."

 

António Costa, jornalista do ECO - economia online

 

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

Alguém disse #9

"Portugal é uma rotunda, onde circulam as mesmas pessoas, e em cada caso judicial chegamos à mesma estátua, a do Marquês, que personifica relações entre bancos, empresas e política, a rede de influência de Ricardo Salgado e de Sócrates. Pinho irá desaparecer, Mexia irá aparecer e mostrar como tudo o que fez foi mérito da sua gestão em benefício da EDP. E nós ficamos a conhecer melhor o país que fomos e que, apesar de tudo e apesar de tanto, ainda não deixámos de ser."

 

Pedro Santos Guerreiro

 

Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@catiafilipasantos1) 

A Blogger:

Cátia Santos catiafsantos@hotmail.com

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D