Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Queques de Amêndoa e Maçã

Post escrito pela nutricionista Liliana Janicas 

 

Amanhã é dia 1 de Novembro, Dia de Todos os Santos. Voltou o feriado, o que é bom para fazer uma pausa a meio da semana e para as crianças irem ao “Pão por Deus”! Esta tradição que ainda existe em alguma zonas do nosso Portugal, como por exemplo nas aldeias perto de Sintra. De manhã as crianças vão pedir o “Pão por Deus” porta a porta, com um saco de pano, e as pessoas vão colocando doces, línguas de gato,beijinhos e broas dentro dos sacos! Confesso que em criança adorava este dia e ainda me recordo bem dos sacos cheios de guloseimas!

 

Então para festejar este dia com algo doce mas saudável, aqui fica a receita de queques de amêndoa e maçã:

45014936_2103077493089465_7196259318386130944_n_Fo

Ingredientes: 

 

Como Passámos do Ronaldo aos Beijinhos dos Avós?

Completa(MENTE) escrito por Sónia Vaz 

 

Eu sei. A história Ronaldo-Mayorga já cansa toda a gente. Mas ainda me preocupa. Preocupa-me o julgamento rápido, a intolerância, a leveza, a análise breve e… a opinião do meu filho. Estávamos apenas os dois no carro, a divagar nas nossas conversas, como tanto gostamos de fazer, quando ele me perguntou: “Mamã, afinal porque é que no outro dia disseste que já não gostavas assim tanto do Ronaldo?” (Oh God, inspira-te miúda, porque vais ter de descalçar esta bota!!!).

 

Perguntei-lhe se tinha ouvido alguma polémica acerca do jogador. Medo. Ele disse que sim. Que um amigo da escola (estão no 4º ano!!!!) lhe tinha contado que o CR7 tinha violado uma rapariga. Assim. Disse isto assim. Perguntei-lhe se sabia o que era violar. Assentiu. Expliquei-lhe que não temos a certeza do que aconteceu na realidade e por isso, não podemos julgar. Acrescentei que sim, me faz uma certa confusão que se dê tanto dinheiro a uma pessoa para ela ficar calada mesmo quando estamos inocentes. Para mim, isso é como quem paga o parquímetro e just in case ainda dá dinheiro ao arrumador só para que este não nos risque o carro. Não se percebe – ou melhor, eu não percebo.

 

E nisto, o meu filho continua: “Pois, e ela era namorada dele, por isso podiam ter sexo”. Pois, aí é que está. Não. Só podem quando querem os dois. Não interessa se é namorada, mulher, o que for. Tem de haver consentimento. Quando tiveres uma namorada não podes obrigá-la a fazer algo que ela não queira. E vice-versa. Chama-se consentimento, meu amor. E é a base de qualquer relação, entendes? Entendeu. Cresceu um pouco, ficou uma pessoa melhor, o meu menino.

44946858_286647761945614_6160067766389833728_n.jpg

E o que é que isto tem a ver com os beijinhos dos avós? – perguntam vocês.

Os benefícios do azeite

Post escrito pela nutricionista Liliana Janicas 

 

Podemos considerar o azeite como a gordura mais saudável existente na alimentação. Inúmeros estudos comprovam os seus benefícios nutricionais. A utilização diária de azeite na alimentação traz benefícios inegáveis para a saúde, aconselhando-se, como consumo diário, uma quantidade equivalente a duas ou três colheres de sopa.

43662684_281279059174244_7896442887187988480_n.png(Créditos: Pixabay

 

Os ácidos gordos existentes no azeite são maioritariamente monoinsaturados (MUFA), com um baixo teor em ácidos gordos saturados (SFA) e ausência de ácidos gordos trans. Esta composição única faz do azeite, o óleo de origem vegetal mais saudável no que se refere à constituição dos seus lípidos (perfil de ácidos gordos constituintes). Também a presença de compostos biologicamente ativos, antioxidantes naturais, fitoesteróis, vitaminas lipossolúveis, entre outros, faz com que este tenha um lugar de destaque na dieta mediterrânica, estando incluído no grupo de alimentos que devem ser consumidos diariamente.

O ácido oleico é o ácido gordo claramente maioritário (teores sempre superiores a 55% do total de ácidos gordos) no Azeite. Este ácido gordo monoinsaturado (C18:1, cis 9) é um dos grandes responsáveis pela qualidade nutricional única do azeite, bem como pela grande estabilidade à oxidação e às alterações induzidas por processos de aquecimento, nomeadamente durante a fritura de alimentos. 

 

Principais benefícios nutricionais do azeite na saúde:

 

Parcerias encapotadas

Recebo alguns mails de empresas a solicitarem parcerias com o meu blog. Aproximam-se com a bem intencionada conversa de que leram a temática do blog e gostaram e pareceu-lhes interessante e bem disposto e blá blá blá. Assim um monte de elogios gratuitos que, obviamente, fazem-me ficar com a pulga atrás da orelha! É que até hoje ninguém me procurou para me dar absolutamente nada, de maneira que esta rapariga já aprendeu várias coisas na sua vida e já não se deixa iludir por "colaborações baseadas em troca de links".  Então é assim: eu dedico tempo a escrever textos, a entrevistar pessoas e a pensar em temas e há "empresas/marcas" que até gostam (ou dizem gostar) então, vai daí e querem a sua marca aqui publicitada a custo zero! Estão a ver a ideia? 

 

Não, meus queridos, isso não vai acontecer neste blog. Tenho pena!! Confesso que até fico ofendida por receber este tipo de "propostas"! Como o espaço é gerido por mim, tenho total liberdade para partilhar as marcas que eu entender. Ou porque me são próximas, ou porque as conheci e recomendo ou por outro motivo qualquer que eu entenda que o deva fazer. Por exemplo, neste momento estou a preparar um post sobre um projeto de duas pessoas que me são muito queridas. Ninguém me pediu para o fazer. Irei divulgar porque quero, gosto e porque me identifico. Não por imposição ou por troca de links de marcas que eu nem sequer conheço e ainda por cima a custo zero!

 

Tenham paciência! 

IMG_3627_Fotor.jpg

A camisa tem vinte anos e é daqui; a saia daqui; as botas daqui; os brincos daqui; o cabelo precisa das mãos desta miúda simpática.

 

Estão a ver a ideia?  

 

   Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@arapariganaaldeia) 

Lixo pelas ruas da aldeia

Reduziram drasticamente as recolhas de lixo nos contentores da minha aldeia. Desconheço os motivos que levaram ao asqueroso quadro atual. O que sei é que há um descontentamento generalizado por parte da população que se tem traduzido em telefonemas, queixas e pedidos às entidades responsáveis por forma a evitar que estas "lixeiras a céu aberto" continuem a fazer parte da paisagem! 

 

A situação que se vive neste momento por aqui e por outras aldeias vizinhas ultrapassa os mínimos aceitáveis! Os contentores do lixo não só estão cheios, atulhados ao ponto das tampas nem fecharem, como em redor há uma imunda montra de lixo das mais variadas espécies. Basta dar-se uma volta pelas ruas para vermos, junto aos contentores, colchões velhos, móveis estragados e partidos, cadeirões, sofás etc etc etc. Sei de casos de pessoas que contactaram as entidades responsáveis para agendar a recolha e que a mesma não aconteceu como previsto, ou seja, os tais "monos" ali ficaram na rua cerca de um mês!  

 

Para além do inadmissível volume de lixo de que vos falo, convém ainda salientar que a limpeza/lavagem dos contentores também não está em dia! Eu já me tinha apercebido do cheiro pestilento dos caixotes que servem aqui a minha rua mas ainda este fim-de-semana um colega falava no assunto e creio que é geral. Há efetivamente falta de desinfeção dos contentores!! Cheira verdadeiramente mal mesmo quando os contentores estão vazios! 

 

Numa breve pesquisa que fiz antes de escrever este post, percebi que há notícias a dar-nos conta de que o problema da não recolha dos lixos com a frequência expectável foi assumido pela Câmara Municipal de Sintra e que tudo está a ser feito para que a situação normalize. Inclusive está em vigor a aplicação de coimas e apreensão de veículos aos espertos que forem apanhados a despejar lixo em locais que não são para esse efeito.

 

Eu continuo a achar urgente centrarem-se no aumento da periodicidade das recolhas dos lixos, na limpeza e desinfeção dos contentores e no cumprimento da agenda de levantamento dos "monos" em vez de seguirem o caminho das coimas! Mas, enfim, eu não mando nada!

 

Por uma questão de saúde pública, vamos aguardar pacientemente as boas práticas camarárias.  

41416054_2024322994298834_4057664868222763008_n.jp

41425655_2024322940965506_9086824207492317184_n.jp

41490560_2024322397632227_3982910760572420096_n.jp

 

   Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@arapariganaaldeia) 

Como edito os meus vídeos

A ver se monto um pequeno vídeo aqui para o estaminé ... que já não o faço há alguns meses!! Preciso só mesmo de pensar num tema interessante e de paciência para a edição das imagens. Dêe-me tempo! 

 

Reconheço que não percebo nadinha de edição de vídeo mas a intenção de aprender é que conta, certo? Uma vez arrisquei e lá saiu uma coisa muito semelhante a um vídeo. Depois desse já lhes perdi a conta. Desde vídeos comemorativos, a receitas da nutricionista aqui do blog, a vídeos institucionais pedidos pela professora da minha filha. Confesso que gostei imenso do resultado final dos meus pequenos vídeos. Desconhecia que poderia fascinar-me com o "corte e costura" em que se baseia todo o processo de edição de imagem. É giro a valer. Claro que os meus vídeos não ficaram "profissas", claro que os entendidos no assunto conseguiriam topar mil imperfeições e erros básicos. E eu, por certo, concordaria com todos eles. Mas gostei de os fazer. Diverti-me imenso e aprendi mais qualquer coisa sobre um assunto que me era totalmente desconhecido. E como é que aprendi? A ver tutoriais no youtube! Pois claro. E muitos, por sinal, assim como as aulas de condução, também precisei de muuiiiiiitas para me propor a exame!

1200x630bb.pngAssim, do pé para a mão, não me restava outra opção que não fosse aprender sozinha! Fazer formação estava fora de questão porque quando decidi fazer o primeiro vídeo era oportuno para a comemoração de um determinado dia, portanto, já não tinha tempo de aprender a editar num sítio xpto. Larguei mãos à obra sozinha. Vi imensos tutoriais sobre como editar no Imovie (exemplo) que é o editor que tenho aqui no meu computador. E assim fui começando a editar as imagens que recolhi com a minha máquina fotográfica (também ela "não profissa"). Segui os passo-a-passo, sem pressas nem pressões, apenas vontade de aprender, de me divertir e de fazer coisas diferentes. E consegui e agora apetece-me fazer mais ... 

 

E vocês youtubers desta praça, como editam os vossos vídeos? Em que programas de edição? Fizeram formação? Contem-me a vossa experiência e truques como editores de imagem. 😀

 

  Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@arapariganaaldeia) 

 

Bolo de Maçã no Dia da Alimentação

No dia 16 de Outubro, comemorou-se o Dia Mundial da Alimentação! Este dia serve para relembrar a importância da alimentação e as diferenças existentes no mundo atual. Infelizmente ainda há pessoas que sofrem com fome e desnutrição, mas depois temos o oposto na maioria dos países desenvolvidos onde o excesso de peso ronda os 50% da população! 

Vivemos num mundo com mais de 600 milhões de pessoas com obesidade e 1,3 mil milhões com excesso de peso, mas paradoxalmente coexistem mais de 800 milhões de pessoas que passam fome e dois milhões com deficiência de micronutrientes. Há que parar e refletir sobre o que se passa no mundo e sobre a forma como utilizamos a alimentação que temos ao nosso dispor! Sem dúvida que a alimentação é uma necessidade e uma fonte de prazer para o ser humano, mas devemos ser inteligentes na forma como nos alimentamos, devemos ter critérios rigorosos na escolha da nossa alimentação, nas confeções que utilizamos e nas quantidades/porções dos alimentos que ingerimos!

 

Felizmente em Portugal temos um bom leque de opções alimentares disponíveis diariamente. Só temos de fazer boas escolhas alimentares tendo sempre em atenção a nossa saúde e o nosso bem estar, mas não esquecendo de pensar também no impacto que estas escolhas têm no mundo!

 

Para comemorar este dia partilho convosco a receita de bolo de maçã saudável que podem colocar em prática:

44249923_2222550364687231_3420393482156507136_n.jp

 

Ingredientes:

 

Resumo de Tancos (por MST)

"Vamos lá a ver se bem percebi:

1 - Com maior facilidade que um assalto a uma mercearia de bairro, assalta-se e limpa-se todo um paiol de armas do Exército.

2 - Um ano corrido, o Exército ainda não conseguiu explicar como é que tal sucedeu, nenhumas responsabilidades foram apuradas e os responsáveis diretos pela guarda das armas e do quartel foram promovidos, certamente por feitos militares relevantes.

3 - A PJM, que juntamente com a PJ civil investigava o caso, participa, com a GNR - ambas sob a alçada do Exército - numa encenação destinada a ocultar a devolução das armas pelo ladrão, atuando em nome de um "interesse nacional" e ocultando os factos da polícia civil, acabando desmascarada por esta. 

4 - Um major do Exército, que tomou parte confessa nesta inacreditável trama, entregou um relato escrito da mesma ao chefe de gabinete do ministro da Defesa, também ele oficial superior do Exército.

5 - Este, sem dizer se deu conhecimento ao ministro, conforme obviamente lhe competia, só na iminência de ser desmascarado, confessou ter recebido o dito relato.

6 - Entretanto, fora já transferido de funções, também promovido e condecorado - mantendo-se nas novas funções, como se nada fosse com ele.

7 - Sua Excelência, o chefe de Estado-Maior do Exército, responsável hierárquico por toda esta gente, não diz moita-carrasco, expecto ir ao Parlamento e declarar, enfadado, que não sabe o que está ali a fazer.

8 - Sua Excelência, o ministro, nem sequer acha curial esclarecer a nação se foi ou não traído pelo seu ex-chefe de gabinete e, em caso afirmativo, se acha aceitável que nada lhe suceda.

9 - E o senhor primeiro ministro acha lamentável toda esta controvérsia pois que com ela se está a "partidarizar as Forças Armadas.

  

Olhe, senhor primeiro ministro: o meu único partido é o dos que não entendem que não haja ninguém com um átomo de vergonha no meio de toda esta história." 

 

Miguel Sousa Tavares, cronista do jornal Expresso. 

img_817x460$2018_09_25_12_14_10_339649.jpg

(Foto: Jornal de Negócios)

 

 Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@arapariganaaldeia) 

Praxes - a estupidificação da universidade

Ao início de cada ano letivo vem à baila o asqueroso (para mim) assunto praxes académicas. Há quem as defenda, considerando-as o melhor veiculo de integração dos novos alunos nas universidades e há quem, como eu, as deteste e as considere tremendamente patéticas e pouco dignas do ensino superior. Confesso que já nem me lembro a forma como decorreram as praxes no meu ano de caloira. Sinal de que não escrevo hoje como uma criatura altamente traumatizada com os ditos rituais. De lá para cá a minha opinião sobre as praxes não mudou. Continuo a considerar aquelas tradições meras imbecilidades, levadas a cabo por criaturas com uma mente parola! Faltava-me paciência para as fantochadas dos quase licenciados e, por isso, achavam eles, bastante superiores a quem ali estava pela primeira vez! 
 
A tragédia ocorrida na praia do Meco, que levou à morte de seis jovens universitários, levantou uma onda de indignação em torno das praxes académicas violentas. Lembro-me de na altura ouvir a Dr. Maria José Morgado referir-se às praxes como a "estupidificação da universidade". Não podia estar mais de acordo com as palavras desta senhora. Acreditem que de todos os exemplos de praxes que já me passaram pela frente, até hoje, não consigo retirar qualquer tipo de conceito inclusivo aos novos alunos, nem de graça, nem de nada! É mesmo só estúpido! 
 
Se eu hoje fosse para a universidade e nos primeiros dias me aparecessem meia dúzia de palermas com ideias ainda mais palermas que eles a exigir que eu participasse em praxes, não tenho a menor dúvida que me recusava a alinhar em tais andanças (com penicos na cabeça ou suja de lama até à roupa interior). Porque efetivamente não me identifico com nada do que é feito naqueles ajuntamentos e porque o resultado daquilo é, por norma, igual a zero! Portanto, pondo-se o caso de não haver aulas, não seria opção ficar envolta em imbecilidades da vida académica!
 
E vocês caloiros destas universidades, porque não recusam as praxes? Expliquem-me. Porque têm medo? De represálias? A sério? Isso existe? 

cartaz-praxe_dges2016.png (DGES

 
Sigam o blogue no facebook AQUI e no instagram AQUI (@arapariganaaldeia) 

Três passos para emagrecer

Post escrito pela nutricionista Liliana Janicas 

 

O emagrecimento é um processo complexo que envolve o individuo com excesso de peso, as suas escolhas e decisões, mas que também é influenciado pelo ambiente, trabalho, família, amigos e eventos sociais! Conseguir emagrecer é uma vitória para todos as pessoas que têm excesso de peso. Como atualmente sabemos, o excesso de peso contribui para inúmeras doenças e um peso “ideal” aliado a uma alimentação saudável contribui para um bom estado de saúde, auto-estima, energia e bem estar, prevenindo desta forma muitas patologias associadas a este problema! Se tem excesso de peso/obesidade procure um profissional adequado (Nutricionista/Dietista) e siga o seu plano alimentar o melhor que conseguir, pois desta forma tem a certeza que vai conseguir emagrecer corretamente e sentir-se bem melhor!

lose-weight-1968908_960_720.jpg

(Créditos: Pixabay)

 

Para ter melhores resultados aqui ficam 3 passos que pode seguir e ver resultados mais consistentes:

 

1º Passo para emagrecer -  Defina a sua situação atual.

Responda a estas perguntas de forma sincera e honesta:

Qual o seu peso atual?

 

 

Pág. 1/2

A Blogger:

Cátia Santos catiafsantos@hotmail.com

Segue-me:

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D