Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Rapariga na Aldeia

A Rapariga na Aldeia

Uma Macaca na Cidade (53)

#FUTUREISFEMALE

https---cdn.evbuc.com-images-38120475-16594408385-

Mulheres (e homens!) voltaram a marchar, no passado fim de semana, em várias cidades dos EUA, com uma missão clara www.womensmarch.com/mission: em prol de uma sociedade sem desigualdades de género/raciais ou de qualquer outra espécie, em que TODAS (TODAS, sem exceção!) as mulheres sejam efetivamente LIVRES.

 

Esta foi a segunda ação do género em terras do tio Sam e, de ambas as vezes, as redes sociais foram inundadas com imagens das manifestações pacíficas, nomeadamente dos cartazes mais originais que desfilaram nas ruas. Anónimos e figuras públicas marcharam lado a lado e mostraram que “coisas extraordinárias podem acontecer quando as mulheres se unem”.

Collage_Fotor1.jpg

O facto de este movimento coincidir com a data de tomada de posse de Donald Trump como presidente dos EUA não é, de todo, inocente. A administração norte-americana tem sido pródiga não só num discurso, mas também na adoção de medidas misóginas, xenófobas e racistas. No decorrer da campanha eleitoral, Trump chegou a ser acusado de conduta imprópria, assédio e agressão sexual por várias mulheres, porém nunca chegou a ter que responder por estas acusações perante a Justiça.

 

Eu confesso que se vivesse nos EUA não perderia a oportunidade de participar na Womens March que – associado a movimentos como o #MeToo, cujas mulheres que o representam foram eleitas pela revista Time como Personalidade do Ano de 2017 – estão a abanar as fundações da sociedade, no bom sentido!

 

A meu ver, algo está (finalmente) a mexer/mudar e isso – por si só – já é fascinante! Para mim, a cereja no topo do bolo vai ser quando o #MeToo levar à destituição do Trump! (deixem-me sonhar por favor…).

 

Não é de feminismos bacocos que se trata quando hasteamos a bandeira #futureisfemale… É de igualdade, que se trata! E de liberdade. Porque ainda há um longo caminho a percorrer até entenderemos que estamos nisto juntos e não uns contra os outros (sejamos homens, mulheres, trangenders, muçulmanos, católicos, brancos, pretos, índios, gays, heterossexuais, republicanos, democratas, whatever…).

 

Beijos e cuidem-se.

roupa-para-bebs-na-fantasia-de-macaco-g-18919-MLB2

MGPC

3 comentários

Comentar post

A Blogger

Sigam-me

Follow my blog with Bloglovin Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D